PACAP 2 - Programa Avançado de Criação em Artes Performativas

Curadoria de Sofia Dias & Vítor Roriz

Setembro 2018 - Março 2019, Fórum Dança (Lisboa, PT)

O PACAP é um programa de formação/criação dedicado a profissionais e estudantes de áreas artísticas que pretendem investir num período de experimentação avançada conciliando-o com uma investigação teórica e o exercício de práticas de corpo e movimento.

Os participantes terão oportunidade de desenvolver um projecto, trabalhando por um certo período de tempo num espaço potencial de condensação de conteúdos que promoverá o formato da investigação, da criação e da apresentação ao público.

O programa combinará aulas de prática corporal, seminários teóricos dirigidos por artistas e académicos, práticas artísticas e coaching com vista a activar os recursos dos participantes, alimentar os seus processos, viabilizar-lhes uma oportunidade para testar métodos e descobrir paradigmas, formas de colaboração e de apresentação que configurem um esboço de prática pessoal no campo das artes performativas.

Cada edição do programa terá uma duração entre 4 e 6 meses e decorrerá com a Curadoria de um artista do campo performativo, retornando à raiz do conceito de Curador como aquele que cuida, mantém e transmite um património vivo.

PACAP 2

 

CURADORIA

Sofia Dias e Vítor Roriz

DIRECÇÃO

Dora Carvalho

 

ARTISTAS, PROFESSORES, CONVIDADOS

Neil Callaghan, Alex Cassal, João Fiadeiro, Philipp Gehmacher, Jared Gradinger, Miguel Gutierrez, Nadia Lauro, Christiane Jatahy, Vera Mantero, João dos Santos Martins, Tiago Rodrigues, Vânia Rovisco, Miguel Pereira, Luís Guerra, John Romão, Francisco Frazão, Liliana Coutinho, Paulo Pires do Vale, Francisco Camacho, Teresa Silva, Jonathan Saldanha, entre outros.

PACAP -  EDIÇÃO 2 

Curadoria de Sofia Dias & Vítor Roriz

A segunda edição do PACAP é um convite ao fazer, porque é no fazer que nos encontramos e onde se tornam claras as nossas intenções e desejos. É um convite à falha porque a falha é condição indissociável do fazer e do risco que é imaginar e especular a partir da nossa experiência parcial do mundo. E é um convite à vulnerabilidade, à exposição, a pôr-se em perigo e a percorrer um limite, porque são qualidades de qualquer lugar de criação e também daquele que pretendemos para o PACAP.

 

Neste lugar de criação, mais do que manifestar uma essência, vamos procurar os meios para revelar experiências, pesquisando a tensão entre forma e conteúdo, entre o universal e o particular, entre o pessoal e o partilhável, entre o subjectivo, o discurso e a linguagem. Neste lugar não há expectativas sobre a eficácia enquanto qualidade de um processo, da mesma forma que desconfiamos do consenso como objectivo para os seus resultados. Porque é suposto falhar sempre algo, haver um desequilíbrio, estar “um pouco ao lado”. Porque é na falha e no que falta que se amplia a percepção e se dá lugar ao outro. E no PACAP estar com o outro, criar com e a partir do outro são pressupostos para falhar com mais estrondo e convocar um ligeiramente diferente no modo como fazemos e pensamos a criação artística.

 

Com um enfoque sobre as metodologias de criação e os formatos de apresentação, o PACAP 2 procura acompanhar cada participante na pesquisa e experimentação de uma ideia ou material coreográfico até ao momento da sua apresentação pública.  

Assim, vamos testar diferentes modos de passar à acção ou de tradução do desejo em matéria.

Vamos privilegiar a relação com o imaginário - a combinação de experiências, leituras, imagens, sensações e “coisas” em efervescência na nossa mente/corpo que determina muitas das nossas escolhas quando criamos uma obra e que é talvez o que nos resta de mais íntimo.

Vamos explorar as relações de interdependência entre a pesquisa individual e as formas de relação com o público: Que formato escolhemos para apresentar a pesquisa? Ou a que formato conduz a pesquisa? E como é que o formato de apresentação informa e influencia a direcção, a dramaturgia e a metodologia de criação?

Vamos atravessar a prática e o pensamento de um grupo eclético de coreógrafos, encenadores, cenógrafos e performers que têm como denominador comum a curiosidade e a necessidade de invadir e testar diferentes modos de fazer, pensar e comunicar.

Vamos poder trabalhar e apresentar as pesquisas individuais e colectivas em diferentes locais (teatros, galerias, ateliers, bibliotecas, salas de ensaio, black box, etc.) procurando diversificar as relações com o espaço, o tempo e o observador.

Sofia Dias & Vítor Roriz

 

 

ESTRUTURA DO PACAP 2

O PACAP 2 é um programa de seis meses, aberto a 15 artistas que queiram desenvolver as suas capacidades formais técnicas e teóricas num contexto crítico. O programa contempla um acompanhamento individual ao longo do curso, assegurado pelos Curadores do Programa, e contempla ainda Laboratórios de Criação e Pesquisa, Seminários teóricos, Residências, Apresentações e outros recursos de forma a promover e suportar as práticas de cada artista/participante.

O calendário da segunda edição do PACAP está dividido em dois períodos. Um primeiro período, de Setembro a Dezembro de 2018, composto por laboratórios de pesquisa e encontros pontuais com artistas convidados. E um segundo período, de Janeiro a Março 2019, dedicado ao processo de pesquisa e apresentação dos projectos dos participantes. Em cada um desses períodos haverá uma série de outras actividades, rotinas e encontros.

 

RESIDÊNCIA N'O ESPAÇO DO TEMPO

O PACAP 2 começa com uma residência de seis dias no Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo) orientada pelos Curadores do Programa. Nesta residência vamos partilhar referências, práticas pessoais e dar início a uma série de metodologias de colaboração e reflexão colectiva para potenciar a autonomia e a diversidade criativa do grupo numa lógica de reciprocidade e circulação de ideias. É essencial que desde logo os participantes reconheçam nos seus pares o principal recurso do PACAP.

 

LABORATÓRIOS DE PESQUISA

Entre Setembro e Dezembro de 2018, os participantes têm a oportunidade de contactar directamente com um grupo de 9 artistas convidados a partilhar os seus modos de pesquisa e criação em laboratórios com a duração de 3 a 10 dias.

 

Artistas convidados: Neil Callaghan, Alex Cassal, João Fiadeiro, Philipp Gehmacher, Jared Gradinger, Miguel Gutierrez, Nádia Lauro, Sofia Dias e Vítor Roriz.

 

RESPOSTA CRIATIVA/CRÍTICA

Cada laboratório de pesquisa é seguido por um período de resposta criativa/crítica do participante. Este é o momento para cada participante sedimentar a experiência do laboratório, para ver o seu próprio projecto pela “lente” do artista convidado, para se apropriar dos elementos da pesquisa e devolver um olhar, um feedback. A resposta criativa/crítica do participante será uma oportunidade para a experimentação de diferentes formatos de apresentação.

 

ENCONTROS PONTUAIS

Entre cada laboratório de pesquisa estão previstos encontros pontuais com artistas a residir ou de passagem por Lisboa. A duração desses encontros é apenas de algumas horas e o formato é bastante aberto e flexível: uma aula técnica, uma performance, uma visita ao local de trabalho do artista, uma palestra, uma intervenção num espaço, etc.

 

Artistas convidados: Joana Craveiro, Christiane Jatahy, Vera Mantero, João dos Santos Martins, Tiago Rodrigues, Vânia Rovisco, Thomas Walgrave, John Romão, Luís Guerra, Miguel Pereira, entre outros.

 

PROCESSO DE CRIAÇÃO

Durante aproximadamente sete semanas, entre Janeiro e Março 2019 os participantes estarão quase exclusivamente dedicados aos seus projectos de criação. Será um período acompanhado pelos Curadores do PACAP e outros instigadores. Parte do processo poderá ser desenvolvido noutros espaços da cidade (teatros, galerias, ateliers, bibliotecas, salas de ensaio, black box, etc.) na tentativa de uma convergência entre as especificidades dos espaços e os projectos de cada participante. Nesse sentido, os espaços funcionam como instigadores passivos dos projectos individuais.

 

SEMINÁRIOS TEÓRICOS

Uma sequência de quatro a cinco seminários teóricos vão pontuar o Processo de Criação. Os seminários pretendem convocar a discussão e reflexão em torno de temas como o imaginário enquanto lugar de resistência e liberdade, a articulação e o mapeamento do fazer-pensar, a relação entre corpo-escrita, corpo-texto e corpo-objecto, entre outros.

Convidados: Liliana Coutinho, Francisco Frazão, etc.

 

O LIVRO ENQUANTO LABORATÓRIO

De modo a extremar a relação de reciprocidade entre os formatos de apresentação e as metodologias de criação, vamos fazer um desvio em direcção ao livro enquanto laboratório de experimentação estética e lugar de performance. Como apresentar a nossa pesquisa na forma de um livro? Que outras direcções surgem na pesquisa perspectivando o livro como formato de apresentação? Como olhar o livro enquanto performance?

Convidados: Paulo Pires do Vale, Ghost Editions.

 

AULAS TÉCNICAS E PRÁCTICAS

Ao longo dos seis meses do PACAP serão leccionadas de forma regular várias práticas somáticas, aulas de técnica de dança, de pesquisa de movimento e de voz. As aulas serão leccionadas pelos convidados dos Laboratórios e outros professores. Estas aulas pretendem abranger uma diversidade de modos de preparação e de iniciação da prática criativa a partir do corpo. Algumas das aulas são abertas à participação da comunidade artística de Lisboa.

 

Professores convidados: Neil Callaghan, Sofia Dias, João Fiadeiro, Miguel Gutierrez, João dos Santos Martins, Vítor Roriz, Vânia Rovisco, Luís Guerra, Francisco Camacho, entre outros a anunciar.

 

APRESENTAÇÕES

Um dos objectivos fundamentais do PACAP 2 é a tentativa de adequação do formato de apresentação às especificidades das pesquisas de cada participante. Nesse sentido o modo como se apresenta a pesquisa a um público pode assumir diferentes formas: um espectáculo, uma performance, um texto, uma palestra, uma prática, uma instalação, uma experiência sonora ou fílmica, entre outros.

 

No PACAP 2 estão previstos momentos de apresentação interna (reservada a convidados) e pública (aberta à comunidade):

1. Apresentação interna da 1ª fase do projecto individual (final de Setembro 2018).

2. Apresentações internas das respostas criativas/críticas aos laboratórios de pesquisa (de Setembro a Dezembro 2018).

3. Apresentação interna da 2ª fase do projecto individual (final de Dezembro 2018).

4. Apresentação interna da 3ª fase do projecto individual / “work in progress” do Processo de Criação (Janeiro 2019).

5. Apresentações públicas do projecto individual/ resultado final do Processo de Criação (final de Fevereiro 2018).

6. Apresentação pública do projecto do Livro e da documentação (Março 2019).

A maioria das apresentações são seguidas de um período de reflexão e feedback.

 

Nota: estão a ser realizados esforços para a apresentação de alguns dos projectos dos participantes em teatros fora de Lisboa durante o mês de Março e Abril 2019.

 

PRODUÇÃO E DIFUSÃO

Nas duas últimas semanas do Programa, os participantes terão um acompanhamento de produção (para a elaboração de um dossier do projecto pessoal) e de difusão (na procura de parceiros para posteriores apresentações).

Convidados: Ana Rita Osório entre outros.

PÚBLICO ALVO

Bailarinos, coreógrafos, performers e outros artistas com práticas ligadas à performance, ao corpo e ao movimento.

Idade superior a 23 anos (sem limite superior de idade).

O programa está aberto a candidaturas individuais e a duplas de artistas.

 

DATAS E HORÁRIOS

10 Setembro 2018 a 8 Março 2019* (pausa de 22 Dezembro 2018 a 2 Janeiro 2019)

2ªf. – 6ªf., 10h às 17h30

* possibilidade de extensão do programa até 24 de Março de 2019 para digressão dos projectos finais dos participantes (a confirmar no período de audição).

Os participantes devem estar disponíveis para estar presentes durante todo o período do Programa.  Compromissos externos ao PACAP 2 devem ser mantidos num mínimo e comunicados desde o momento da audição, em entrevista, aos Curadores e Directora do Forum Dança.

LÍNGUA DE TRABALHO

Inglês

 

SELECÇÃO

Os artistas serão selecionados por candidatura para uma audição.

A selecção será realizada pelos curadores do Programa e pela Direcção do Forum Dança.

 

1ª FASE - CANDIDATURAS

Candidaturas abertas até dia 27 Abril 2018, para forumdanca@forumdanca.pt.

- Curriculum vitae (máx duas páginas A4, pdf)

- Carta de Motivação (máximo 400 palavras, pdf)

- Apresentação de sinopse de projecto a desenvolver no PACAP (máx. 400 palavras, pdf)

- Apresentação de trabalhos anteriores (Vídeo e/ou fotografias com link online, trabalho de interpretação e criação)

- 1 parágrafo sobre uma obra artística que o marcou.

- Referir na candidatura o local de preferência para a audição (Lisboa ou Toulouse)

Resultados de pré-selecção e convocatória para as audições, até dia 4 de Maio 2018

 

2ª FASE - AUDIÇÕES

Apenas para candidatos que passem a 1ª fase de selecção de candidaturas

Lisboa | 7 e 8 Junho 2018 (Forum Dança)

ou

Toulouse | 16 e 17 Junho 2018 (CDCN Toulouse)

Resultados finais da audição - 25 Junho 2018.

PREÇO

Taxa de Inscrição: 100€ (até dia 13 de Julho)
Pagamento integral do curso: 1800€ (até dia 4 Setembro)
Pagamento em duas prestações: 940€ x 2 (até dia 4 Setembro e até dia 1 Dezembro)
Pagamento em três prestações: 680€ x 3 (até dia 4 Setembro, 4 Novembro e 4 Janeiro)

 

Os participantes devem garantir os seus custos de vida em Lisboa (alojamento e alimentação)
para além do pagamento da propina do PACAP.
O Forum Dança proporciona auxílio na procura de alojamentos em Lisboa e/ou emissão das
declarações necessárias para candidatura a bolsas ou outros apoios por parte dos candidatos
seleccionados.

 

Mais informações:

forumdanca@forumdanca.pt

http://www.forumdanca.pt/

 

 

©s&v built with wix